Acesso Rápido

JUNTOS SOMOS MAIS!

Cooperativas de crédito se mostram a melhor alternativa para financiamento dos pequenos negócios, diz estudo

Um estudo divulgado nesta semana pelo Banco Central (BC), intitulado Relatório de Economia Bancária, revela que as cooperativas de crédito se tornaram uma alternativa mais justa para os pequenos negócios, na hora de obter empréstimos. O levantamento mostra ainda que, quando as cooperativas oferecem juros mais baixos que os bancos no primeiro empréstimo para atrair novos clientes pessoas jurídicas, sobem os juros mais devagar nas operações seguintes e ultrapassam pouco ou nem ultrapassam as taxas que o antigo banco cobrava. O documento mostra, ainda, que o aumento dos spreads (taxas de empréstimos) nas cooperativas de crédito é consideravelmente menor, comparado aos das instituições financeiras.

O crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN) manteve aceleração do crescimento em 2019. O saldo dos empréstimos e financiamentos cresceu 6,5% em relação a 2018, sendo que a razão crédito e Produto Interno Bruto (PIB) alcançou 48% no mesmo período. Entre as pessoas jurídicas, também houve elevação do saldo da carteira de crédito de 35,2% para microempresas, de 13,7% para pequenas empresas e de 1,8% para empresas de médio porte. Por outro lado, foi registrada uma redução de 4,4% do saldo na carteira de crédito das empresas de grande porte.

“As pesquisas evidenciam que as cooperativas são uma alternativa mais justa para os pequenos negócios e, por isso, o Sebrae atua há quase 20 anos em parceria com os principais Sistemas Cooperativistas Financeiros do país, apoiando o desenvolvimento do segmento e o estímulo à ampliação do número de pequenos negócios associados”, afirma Weniston Ricardo, analista da Unidade de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, ressaltando que o intuito do Sebrae é fortalecer as cooperativas para que sejam uma opção competitiva para as micro e pequenas empresas. “O recente convênio com o Sistema Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) para uso do Fampe (Fundo de Aval à Micro e Pequenas Empresas) do Sebrae nas operações de crédito com as cooperativas reforça nosso posicionamento”, completa o analista.

Ainda de acordo com o Relatório, o saldo do crédito livre cresceu 14,1%, e o crédito direcionado reduziu 2,4%. Essa diferença refletiu principalmente nas pessoas jurídicas, cujo saldo apresentou crescimento de 11,1% no caso de operações com recursos livres, e redução de 14% nos recursos direcionados. Na área de microcrédito, o limite de renda para enquadramento nessa categoria foi ampliado de R$ 120 mil para R$ 360 mil, por meio da reformulação do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMO).

Além disso, a reformulação do PNMO procurou remover exigências ultrapassadas e simplificar procedimentos, ampliando ainda mais o potencial do microcrédito. Outras inovações também ajudaram na facilitação do crédito, como a unicidade e a portabilidade do registro dos ativos, a digitalização de títulos de créditos, a utilização de recebíveis de cartão de crédito como garantia. O redesenho do cheque especial e a permissão para estabelecer contratos de financiamento de imóveis indexados a índices de preços também foram apontados.

Crédito Empresarial para associados Acir e Sicoob

A pandemia ocasionada pelo COVID-19, está afetando fortemente a economia mundial, a instabilidade financeira preocupa todos os setores da sociedade, e nesse momento, a ajuda mútua e a união são capazes de transformar. O associativismo e o cooperativismo prezam pelo progresso social, o auxílio e a representatividade de seus parceiros.

Por isso, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Cerrado Mato-grossense – Sicoob Cerrado MT, em parceria com a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis – Acir, lançam a linha de crédito empresarial com vantagens exclusivas para os associados. As condições são destinadas a empresas associadas ativas, com prazo final de 36 meses.

São duas opções de taxa que vão de 60, 90, 120 à 180 dias para o pagamento:

– Modalidade Price (prefixada), sendo 1,25% a.m. (60 dias) à 1,45% a.m. (180 dias) proporcional ao prazo de carência.

– Modalidade Sac Decrescente (pós-fixada), sendo 0,70% + CDI a.m. (60 dias) à 1,10% + CDI a.m. (180 dias) proporcional ao prazo de carência.

Para o Diretor Executivo do Sicoob Cerrado MT, Wederson Delgado, é crucial a união de todos para fazer a diferença e superar os desafios dessa fase.  “Neste momento, sabemos o quanto cuidar da saúde financeira também é importante. Afinal, diversos segmentos empresariais estão sendo fortemente afetados pela crise, por isso seguimos pensando diariamente em medidas que protejam nossos cooperados também financeiramente. Para ajudar a passar essa fase com mais estabilidade disponibilizamos essa linha de crédito para fortalecer o nosso comércio neste momento desafiador, os prazos e as taxas especiais vão amenizar os impactos financeiros causados pelo COVID- 19 em nossa região”, disse Wederson Delgado.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (66) 3410-8000.

Gostou do Contéudo? Compartilhe
Venha para o time ACIR!

TORNE-SE UM ASSOCIADO

SEJA UM ASSOCIADO DA ACIR E FAÇA PARTE DESTE GRUPO DE EMPRESÁRIOS COM ACESSO A DIVERSAS BENEFÍCIOS E SERVIÇOS DIFERENCIADOS.

Contrate por Fone

(66) 3439-8000

Veja Também

Post Relacionados

Solicite um contato agora e

Venha ser Associado

Aproveite os inúmeros benefícios para você e sua empresa!

SEJA UM ASSOCIADO DA ACIR E FAÇA PARTE DESTE GRUPO DE EMPRESÁRIOS COM ACESSO A DIVERSAS BENEFÍCIOS E SERVIÇOS DIFERENCIADOS.